Você é o visitante nº

contador free

terça-feira, 29 de setembro de 2009

REDE FERROVIÁRIA FEDERAL SOCIEDADE ANÔNIMA - HISTÓRICO



A REDE FERROVIÁRIA FEDERAL SOCIEDADE ANÔNIMA – RFFSA – era uma sociedade de economia mista integrante da Administração Indireta do Governo Federal, vinculada funcionalmente ao Ministério dos Transportes.

A RFFSA foi criada mediante autorização da Lei nº 3.115, de 16 de março de 1957, pela consolidação de 18 ferrovias regionais, com o objetivo principal de promover e gerir os interesses da União no setor de transportes ferroviários. Durante 40 anos prestou serviços de transporte ferroviário, atendendo diretamente a 19 unidades da Federação, em quatro das cinco grandes regiões do País, operando uma malha que, em 1996, compreendia cerca de 22 mil quilômetros de linhas (73% do total nacional).

Em 1992, a RFFSA foi incluída no Programa Nacional de Desestatização, ensejando estudos, promovidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, que recomendaram a transferência para o setor privado dos serviços de transporte ferroviário de carga. Essa transferência foi efetivada no período 1996/1998, de acordo com o modelo que estabeleceu a segmentação do sistema ferroviário em seis malhas regionais, sua concessão pela União por 30 anos, mediante licitação, e o arrendamento, por igual prazo, dos ativos operacionais da RFFSA aos novos concessionários, Em 1998, houve a incorporação da Ferrovia Paulista S.A. - FEPASA à RFFSA, ao que se seguiu, em dezembro desse ano, a privatização daquela malha.

A RFFSA foi dissolvida de acordo com o estabelecido no Decreto nº 3.277, de 7 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto nº 4.109, de 30 de janeiro de 2002, pelo Decreto nº 4.839, de 12 de setembro de 2003, e pelo Decreto nº 5.103, de 11 de junho de 2004.

Sua liquidação foi iniciada em 17 de dezembro de 1999, por deliberação da Assembléia Geral dos Acionistas foi conduzida sob responsabilidade de uma Comissão de Liquidação, com o seu processo de liquidação supervisionado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, através do Departamento de Extinção e Liquidação – DELIQ.

O processo de liquidação da RFFSA implicou na realização dos ativos não operacionais e no pagamento de passivos. Os ativos operacionais (infra-estrutura, locomotivas, vagões e outros bens vinculados à operação ferroviária) foram arrendados às concessionárias operadoras das ferrovias, Companhia Ferroviária do Nordeste - CFN, Ferrovia Centro Atlântica – FCA, MRS Logística S.A, Ferrovia Bandeirantes – Ferroban, Ferrovia Novoeste S. A., América Latina e Logística – ALL, Ferrovia Teresa Cristina S. A., competindo a RFFSA a fiscalização dos ativos arrendados.

A RFFSA foi extinta, mediante a Medida Provisória nº 353, de 22 de janeiro de 2007, estabelecida pelo Decreto Nº 6.018 de 22/01/2007, sancionado pela Lei Nº 11.483.

O Decreto Nº 6.769 de 10 de fevereiro de 2009 dá nova redação aos artigos 5º, 6º e 7º do Decreto Nº 6.018 de 22 de janeiro de 2007.

Disponível em: http://www.rffsa.gov.br/principal/historico.htm

Acessado em: 29/09/2009 às 20h22min

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Último Trem do Sertão

video
Este vídeo é de autoria do amigo Jorge Concórdia, gravado pelo mesmo na cidade de Sete Lagoas - MG em Dezembro de 1992

Vídeo disponível no seu canal do Youtube
Link: http://www.youtube.com/user/cachorroconcordia

Descrição:
O Trem do Sertão, como era conhecido, a partir de 1965, era formado por carros de aço carbono para passageiros da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima - RFFSA e tracionado por locomotiva a diesel GE U-20-C também da RFFSA e fazia o percurso de Belo Horizonte - MG à cidade de Monte Azul - MG, na lendária linha do Centro da antiga Estrada de Ferro Central do Brasil. Ao sair de Belo Horizonte, o trem passava por cidades importantes como Sete Lagoas, depois Corinto, Montes Claros e, finalmente, Monte Azul, divisa de Minas Gerais com a Bahia. Em Corinto, alguns carros ficavam para formar uma pequena composição com destino às cidades de Lassance, Pirapora e Buritizeiro, através do ramal de Pirapora, atravessando o rio São Francisco. O outro trem, saia de Corinto e seguia para Montes Claros e depois para Monte Azul. Em Monte Azul, os passageiros faziam baldeação para a antiga Viação Férrea Federal do Leste Brasileiro e iam por ela até Salvador. Foi um verdadeiro crime acabarem com este trem, que movimentava a economia das cidades por onde passava, justamente quando passageiros ainda lotavam o mesmo.

"Os trilhos da R.F.F.S.A. foram retirados do centro de Sete Lagoas, MG. O cinegrafista Jorge Concórdia registrou a partida do último trem de passageiros, com destino à capital mineira, no dia 18/12/1992".

quarta-feira, 12 de agosto de 2009


Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por José Emílio de Castro Horta Buzelin.

Data: não divulgada
Local: Belo Horizonte - MG

Descrição:
Carro Administração em aço carbono, da RFFSA - SR2. Este realmente era um veículo originário da RFFSA - 5ª Divisão Centro Oeste, utilizado, certa vez, num Trem Especial, segundo informações do Leonardo Bloomfield. O Veículo fora construído em Lavras - MG, em 1971, já na 2ª fase da 5ª Divisão Centro Oeste, para integrar a composição do Trem Brasil-Central.

domingo, 17 de maio de 2009

Trem do Sertão - Belo Horizonte a Montes Claros

video

Esta foto é de autoria de Leonardo Bloomfield, do Yahoo grupos, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Marcelo Cítaro.

Local: Antiga Estação Ferroviária da EFCB / RFFSA em Belo Horizonte - MG
Data: Provavelmente em 1960

Descrição:
Pátio da Estação Ferroviária da E.F.Central do Brasil em Belo Horizonte, posteriormente controlada pela Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima. Nesta época, provavelmente nos anos de 1960, a E.F.Central do Brasil, já na sua fase coligada à RFFSA, ainda mantinha a tradição de seus belíssimos e fantásticos carros de madeira para passageiros. No primeiro plano, aparece a imagem de um provável carro da antiga E.F.Oeste de Minas ou mesmo da Rede Mineira de Viação, na linha Belo Horizonte a Garças de Minas. Em segundo plano, aparecem os magníficos carros da Central do Brasil, sendo que existe a grande possibilidade de alguns desses carros terem pertencido à antiga linha Belo Horizonte a Monte Azul, formando o antigo "Trem de Pirapora". Até o ano de 1960, esses carros circularam. A partir do ano de 1962, a Central do Brasil coligada à RFFSA iniciou a sua produção de carros de aço carbono, nas oficinas IFL-2 Horto Florestal, em Belo Horizonte - MG; IFL-3 em Trajano de Medeiros - RJ e em Valença - RJ. A história da RFFSA também tem grande correspondência com a Central do Brasil e, obviamente, como não podia deixar de ser, reservei este espaço para esta magnífica foto de Leonardo Bloomfield.

domingo, 5 de abril de 2009


Esta foto pertence ao acervo de Manoel Monachesi, editada no site: http://estacoesferroviarias.com.br

Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/trens_sp_3/cruzeirosul.htm

Data: 1980

Local: Oficinas do Horto Florestal em Belo Horizonte - MG

Descrição:
Carro Dormitório-cabine de aço carbono da
RFFSA, fabricado pela ACF - American Car & Foundry, antigo Cruzeiro do Sul, repintado nas cores azul com a faixa da janela em branco. O Trem Cruzeiro do Sul cujos prefixos eram N-1 (Noturno) e R-1 (Rápido) pertencia à E.F.Central do Brasil. Fazia o percurso do Rio de Janeiro - RJ à São Paulo - SP, através do ramal de São Paulo em bitola larga (1,60m) em Barra do Piraí - RJ.

Esta foto pertence ao acervo de Manoel Monachesi, editada no site: http://estacoesferroviarias.com.br

Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/trens_sp_3/cruzeirosul.htm

Data: 1980

Local: Provavelmente as oficinas do Horto Florestal em Belo Horizonte - MG

Descrição:
Carro Dormitório-cabine aço carbono ACF da RFFSA - Linha Cruzeiro Do Sul.
Esta foto pertence ao acervo de Manoel Monachesi, editada no site: http://estacoesferroviarias.com.br

Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/trens_sp_3/cruzeirosul.htm

Data: 1980

Local: Provavelmente as oficinas do Horto Florestal em Belo Horizonte - MG

Descrição:
Carro Restaurante aço carbono da American Car and Foundry = ACF da RFFSA - linha Cruzeiro do Sul.

sábado, 4 de abril de 2009

Esta foto é de autoria de Luiz Carlos Miranda, editada no site: http://j.oscar.sites.uol.com.br/6009asl.jpg&imgrefur

Local: São Leopoldo - RS
Data: Não especificada

Descrição:
Locomotiva a diesel GM B-12 RFFSA, ex-EFVM na oficina ferroviária de São Leopoldo - RS, tendo ao seu lado uma locomotiva a vapor Baldwin 2-4-2 da Viação Férrea Rio Grande do Sul.
A Companhia Vale do Rio Doce, dona da Estrada de Ferro Vitória a Minas, no início da década de 1970, vendeu para a Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima algumas dessas locomotivas B-12.



sexta-feira, 20 de março de 2009

video
video

Prezados visitantes!

Acredito que a maioria de vocês conhece algo a respeito da antiga Estrada de Ferro Central do Brasil, fundada nos tempos do Império, como Estrada de Ferro Dom Pedro II, pelo próprio Imperador D. Pedro II, em 1858.
Assim nascia a Estrada de Ferro Dom Pedro II, posteriormente, Estrada de Ferro Central do Brasil, por ocasião da proclamação da República em 1889.

Os trabalhos da construção foram iniciados no dia 11 de Junho de 1855 e em menos de três anos depois, no dia 29 de Março de 1858, foi inaugurado com festividades o tráfego da estação Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, até a Vila de Queimados. O trecho cobria 32 milhas inglesas, ou seja, 48,210 quilômetros, e abrangia cinco estações: Campo (atual Central), Engenho Novo, Cascadura, Maxambomba (atual Nova Iguaçú) e Queimados. Meses depois, no dia 8 de Novembro, foi inaugurado mais um trecho de 13 quilômetros e a ponta dos trilhos chegou a Belém (atual Japeri), na raiz da serra, de onde foi lançado o Ramal de Macacos (atual Paracambi), concluído em 1.º de Agosto de 1861.

Nesse mesmo ano, iniciaram-se os trabalhos para a subida da Serra do Mar, sendo que as duas primeiras milhas ficaram prontas justamente com aquele ramal. O trecho até Rodeio (atual Paulo de Frontin) foi terminado no dia 12 de Julho de 1863, e o Vale do Paraíba, por fim, atingido no ano seguinte, em 1864, com a chegada do primeiro trem de passageiros a Barra do Piraí - RJ, no dia 9 de Agosto.


No ano de 1895, os trilhos da Estrada de Ferro Central do Brasil, atingiram a capital de Minas Gerais, a provinciana Cidade de Minas, hoje Belo Horizonte, através de General Carneiro. Existia em General Carneiro, uma magnífica Estação Ferroviária em estilo neo clássico, de base triangular e uma torre belíssima, fundada em 1896. Dali partia o ramal de Belo Horizonte, como mostra o vídeo acima. Em 1975 esta magnífica Estação fora demolida! Um verdadeiro crime contra o patrimônio histórico e cultural. No entanto, sua memória ficará preservada neste vídeo e também no site de Ralph Mennucci Giesbretch: http://www.estacoesferroviarias.com.br

Vejam a foto no link: http://www.estacoesferroviarias.com.br/efcb_mg_linhacentro/galcarneiro.htm
Foto do acervo da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima.

No ano de 1957, fora fundada a Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima, com o objetivo de encampar as 18 ferrovias pertencentes à União e a Central era uma dessas 18 ferrovias. Portanto, a história da EFCB está intimamente ligada à da RFFSA, uma razão mais que especial para reservar este espaço a este vídeo, que exalta as glórias da Central do Brasil nas Minas Gerais.

Esta foto é de autoria de Luiz Sérgio de Souza, editada no site: http://vfco.brazilia.jor.br/Carros/budd/81buddz1.htm

Local: Oficinas do Horto Florestal em Belo Horizonte - MG
Data: janeiro de 1990

Descrição:
Carro Dormitório cabine dupla RFFSA - SR3, do Trem Vera Cruz, da linha Belo Horizonte ao Rio de Janeiro. Este é um dos famosos carros Budd - termo que designa os carros de aço inox - atribuído à Eduard Gerard Budd, fundador das Industrais Budd nos Estados Unidos da América, de onde vieram estes carros, importados, para formar o Santa Cruz linha Rio - São Paulo e Vera Cruz, linha Rio - Belo Horizonte.

domingo, 15 de março de 2009


Esta foto é de autoria de José Emílio de Castro Horta Buzelin, editada no site: http://vfco.brazilia.jor.br/Carros/budd/81buddz1.htm

Local: Oficinas do Horto Florestal em Belo Horizonte - MG
Data: janeiro de 1990

Descrição:
Carro Dormitório cabine dupla RFFSA - SR3, do Trem Vera Cruz, da linha Belo Horizonte ao Rio de Janeiro. Este é um dos famosos carros Budd - termo que designa os carros de aço inox - atribuído à Eduard Gerard Budd, fundador das Industrais Budd nos Estados Unidos da América, de onde vieram estes carros, importados, para formar o Santa Cruz linha Rio - São Paulo e Vera Cruz, linha Rio - Belo Horizonte.

sábado, 14 de março de 2009

video

História do Trem do Pantanal
Autor: Maestro Ney (NeyTheBoss2008).

Este vídeo, produzido pelo Maestro Ney, conta a história da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, desde os tempos do Império, com o projeto para a sua construção, até à época da República, com o Presidente Rodrigues Alves, até sua incorporação pela Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima, em 1957.
Prezados visitantes!

Estes 4 vídeos que se seguem abaixo, são de autoria do Maestro Ney (NeyTheBoss2008), apresentador do Programa TV MAESTRO, em Campo Grande - MS

ASSISTAM AO MARAVILHOSO PORTAL DO MAESTRO NEY, com boas músicas, boas programações, histórias do Pantanal e também, do magnífico Trem do Pantanal da Noroeste do Brasil, através deste site: http://maestroney.orgfree.com/maestro/portalmaestro.htm
Local da gravação: Estação Ferroviária de Bauru - SP
Data: 1988

Descrição:
Fantástica composição do Trem do Pantanal com as locomotivas GE U-20-C da RFFSA e carros de aço carbono para passageiros também da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima - RFFSA - Regional Bauru - SR10. Dentre esses carros, haviam magníficos Carros Dormitórios de aço carbono, que conservavam a tradição sobre trilhos. No ano de 1957, a RFFSA engloba em seu patrimônio, a antiga Estrada de Ferro Noroeste do Brasil e, no ano de 1976, é criada a Superintendência Regional Bauru - SR10. Esta é parte da história do Trem do Pantanal, contada em vídeo, para os amantes da história ferroviária!



sexta-feira, 13 de março de 2009

video

Viagem no Trem do Pantanal - parte 1
Autor: Maestro Ney

video

Viagem no Trem do Pantanal - parte 2
Autor: Maestro Ney
video

Viagem no Trem do Pantanal - parte 3
Autor: Maestro Ney
video

Viagem no Trem do Pantanal - parte 4
Autor: Maestro Ney

quinta-feira, 12 de março de 2009

Esta foto é de autor desconhecido, editada no site: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-90817039-_JM
Local: Pátio da Estação Central de Belo Horizonte - MG
Data: 1970

Descrição:
Antigos carros de aço carbono da E.F.Central do Brasil em sua fase co-ligada à RFFSA. A característica desses carros de aço carbono é a cor marrom levemente avermelhado, que os historiadores e ferreomodelistas chamam de vermelho óxido! Dentre esses carros, alguns pertenciam à RFFSA - 6ª Divisão Central ou, dependendo do ano, se em 1974, à RFFSA - 14ª Divisão Centro Norte, antiga linha oriunda da Central do Brasil e havia alguns raros Carros Dormitórios! A linha, Belo Horizonte a Montes Claros fazia parte da 14ª Divisão Operacional da RFFSA.

domingo, 1 de março de 2009

Esta foto é de autoria de Luiz Moraes, editada no site: http://www.estacoesferroviarias.com.br
Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/ms_nob/corumba.htm
Local da foto: Corumbá - MS
Data: 30/12/1994

Descrição:
Carro Dormitório de aço carbono, para passageiros, da RFFSA - Regional Bauru - Antiga Noroeste do Brasil, do Trem do Pantanal. Na década de 1990, esta composição era formada, normalmente, com 14 carros de aço carbono, sendo 4 deles, carros dormitório como este da foto. O Trem saia da Estação Ferroviária de Bauru - SP, até Corumbá - MS, divisa com a Bolívia, atravessando, assim, todo o Pantanal. Daí o seu nome popular "Trem do Pantanal".

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Esta foto é da coleção de Cid José Beraldo, editada no site: www.geocities.com/Area51/Realm/7805/english.htm
Local: não identificado
Data: não informada

Descrição:
Locomotiva "Englih Eletrick" (Elétrica Inglesa) da RFFSA, com pantógrafos em contato com a rede elétrica.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009


Esta foto é de autoria de José Emílio de Castro Horta Buzelin, enviada pelo mesmo a Hélio dos Santos Pessoa Júnior
Local: Estação Central de Belo Horizonte - MG
Data: Início da década de 1980

Descrição:
Carro Administração em madeira - AD 0102 da RFFSA - Regional Belo Horizonte - SR2, juntamente com carros de aço carbono também da SR2.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Esta foto é de autor não identificado, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por José Emílio de Castro Horta Buzelin.
Local: Fábrica da Companhia Industrial Santa Matilde em Três Rios - RJ
Data: Década de 1960

Descrição:
Carro de aço carbono para passageiros da RFFSA - 7ª Divisão Leopoldina. Este é mais um dos carros de passageiros fabricados pela Santa Matilde, com seu tradicional desingn e linhas modernas de sua perfeita construção.
Esta foto é de autor não identificado, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: não identificado
Data: não informada

Descrição:
Carros de aço carbono para passageiros da RFFSA - Central, provavelmente de fabricação Santa Matilde. A linha à qual esses carros serviam ainda permanece desconhecida para o autor do blog, mas é provável que, se forem carros com trucks para bitola métrica, poderiam ter pertencido à RFFSA - 6ª Divisão Central, pois a 6ª Divisão tinha malha tanto métrica quanto larga e a malha métrica da 6ª Divisão se tornou a 14ª Divisão Centro Norte. Infelizmente, falta-nos informações mais precisas para se definir a sua linha.
Esta foto é de autor não identificado, editada no site: http://br.geocities.com/rochester_santos/v8_efcb.jpg
Local: Santos - SP
Data: não informada

Descrição:
Locomotiva elétrica V8 2-c-c-2, da RFFSA-CENTRAL, também apelidada de "Escandalosa", devido o enorme comprimento. A foto mostra a locomotiva tracionando o Trem Santa Cruz, que fazia o percurso Rio - São Paulo.

Esta foto é de autor descconhecido, editada no site: http://www.baixaki.com.br
Link da foto: http://www.baixaki.com.br/usuarios/imagens/wpapers/273083-2365-1280.jpg
Local: Antiga Estação de Pouso Alegre - MG
Data: não informada

Descrição:
Carros de aço carbono para passageiros da RFFSA - SR2

Esta foto é de autoria de Carlos Roberto de Almeida, editada no site: http://www.estacoesferroviarias.com.br

Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/rmv_sapucai/pousoalegre-tur.htm

Local: Estação Turística de Pouso Alegre - MG
Data: 17/03/2002

Descrição:
Carros de aço carbono para passageiros, da RFFSA - Regional Belo Horizonte _ SR2. A foto mostra a Estação Ferroviária de Pouso Alegre - MG, de um outro ângulo.

Esta foto é de autoria de Carlos Roberto de Almeida, editada no site: http://www.estacoesferroviarias.com.br

Link da foto: http://www.estacoesferroviarias.com.br/rmv_sapucai/pousoalegre-tur.htm

Local: Estação Turística de Pouso Alegre - MG
Data: 17/03/2002

Descrição:
Carros de aço carbono para passageiros, da RFFSA - Regional Belo Horizonte _ SR2

domingo, 22 de fevereiro de 2009


Esta foto é de autoria da BECAM PRODUÇÕES, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: Pouso Alegre - MG
Data: Aproximadamente 2005

Descrição:
Carro de aço carbono para passageiro - 2ª classe _ RFFSA - Regional Belo Horizonte _ SR2, inscrição é: SC - 8295 - 5E. Uma curiosidade: é possível que este carro tenha integrado a composição do Trem Norturno Rio Doce da EFVM, até o ano de 1983.

Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por José Emílio de Castro Horta Buzelin.
Local: Estação Ferroviária de Belo Horizonte - MG
Data: Década de 1960

Descrição:
Antigos carros de aço carbono para passageiros da RFFSA - 6ª Divisão Central ou ainda possivelmente 14ª Divisão Centro Norte. Em primeiro plano, um Carro Restaurante RFFSA - 6ª Divisão Central, nas cores vermelho com a faixa da janela amarela. Junto dele, um carro de passageiros possivelmente de 2ª classe, na cor vermelho óxido. Em segundo plano, alguns históricos carros de madeira para passageiros, alguns possivelmente da antiga linha Belo Horizonte a Montes Claros quando esta ainda pertencia à E.F.Central do Brasil. Em terceiro plano, à esquerda, a majestosa Estação da E.F.Central do Brasil em Belo Horizonte, posteriormente administrada pela RFFSA.

Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: Corinto - MG
Data: 2006

Descrição:
Carro bagagem - correio - chefe de trem da RFFSA - Regional Belo Horizonte _ SR2, do "Trem do Sertão" Belo Horizonte a Montes Claros

Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: Corinto - MG
Data: 2006 aproximadamente

Descrição:
Carros de aço carbono para passageiros da RFFSA - Regional Belo Horizonte _ SR2. Estes carros também faziam parte do "Trem do Sertão" de Belo Horizonte a Montes Claros.
Esta foto é de autor desconhecido, enviado a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: Provavelmente Corinto - MG
Data: 2006 aproximadamente

Descrição:
Carro de aço carbono para passageiros, da RFFSA - SR2 _ 2ª Classe. Um dos carros da composição do "Trem do Sertão" da linha Belo Horizonte a Montes Claros

sábado, 21 de fevereiro de 2009

HISTÓRICO


A REDE FERROVIÁRIA FEDERAL SOCIEDADE ANÔNIMA – RFFSA – era uma sociedade de economia mista integrante da Administração Indireta do Governo Federal, vinculada funcionalmente ao Ministério dos Transportes.

A RFFSA foi criada mediante autorização da Lei nº 3.115, de 16 de março de 1957, pela consolidação de 18 ferrovias regionais, com o objetivo principal de promover e gerir os interesses da União no setor de transportes ferroviários. Durante 40 anos prestou serviços de transporte ferroviário, atendendo diretamente a 19 unidades da Federação, em quatro das cinco grandes regiões do País, operando uma malha que, em 1996, compreendia cerca de 22 mil quilômetros de linhas (73% do total nacional).

Em 1992, a RFFSA foi incluída no Programa Nacional de Desestatização, ensejando estudos, promovidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, que recomendaram a transferência para o setor privado dos serviços de transporte ferroviário de carga. Essa transferência foi efetivada no período 1996/1998, de acordo com o modelo que estabeleceu a segmentação do sistema ferroviário em seis malhas regionais, sua concessão pela União por 30 anos, mediante licitação, e o arrendamento, por igual prazo, dos ativos operacionais da RFFSA aos novos concessionários, Em 1998, houve a incorporação da Ferrovia Paulista S.A. - FEPASA à RFFSA, ao que se seguiu, em dezembro desse ano, a privatização daquela malha.

A RFFSA foi dissolvida de acordo com o estabelecido no Decreto nº 3.277, de 7 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto nº 4.109, de 30 de janeiro de 2002, pelo Decreto nº 4.839, de 12 de setembro de 2003, e pelo Decreto nº 5.103, de 11 de junho de 2004.

Sua liquidação foi iniciada em 17 de dezembro de 1999, por deliberação da Assembléia Geral dos Acionistas foi conduzida sob responsabilidade de uma Comissão de Liquidação, com o seu processo de liquidação supervisionado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, através do Departamento de Extinção e Liquidação – DELIQ.

O processo de liquidação da RFFSA implicou na realização dos ativos não operacionais e no pagamento de passivos. Os ativos operacionais (infra-estrutura, locomotivas, vagões e outros bens vinculados à operação ferroviária) foram arrendados às concessionárias operadoras das ferrovias, Companhia Ferroviária do Nordeste - CFN, Ferrovia Centro Atlântica – FCA, MRS Logística S.A, Ferrovia Bandeirantes – Ferroban, Ferrovia Novoeste S. A., América Latina e Logística – ALL, Ferrovia Teresa Cristina S. A., competindo a RFFSA a fiscalização dos ativos arrendados.

A RFFSA foi extinta, mediante a Medida Provisória nº 353, de 22 de janeiro de 2007, estabelecida pelo Decreto Nº 6.018 de 22/01/2007, sancionado pela Lei Nº 11.483.


Texto extraído do site: http://www.rffsa.gov.br

Link da página Histórico: http://www.rffsa.gov.br/principal/historico.htm


Esta foto é de autoria de José Emílio de Castro Horta Buzelin, editada no site: http://www.railbuss.com.br

Link da foto: http://www.railbuss.com.br/trens/galeria/displayimage.php?album=22&pos=1

Local: Belo Horizonte - MG
Data: Não informada

Descrição:
Carro Dormitório-cabine de aço carbono RFFSA fabricado nos Estados Unidos da América pela American Car & Foundry = ACF, para a linha Belo Horizonte - Cruzeiro do Sul

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior, por Alexandre Almeida.
Local: Possivelmente Corinto - MG
Data: Aproximadamente 2005

Descrição:
Interior de um Carro Dormitório cabine de aço carbono da RFFSA - Regional Belo Horizonte - SR2, abandonado, mostrando o corredor e as portas das cabines dormitórios. Normalmente, este tipo de Carro Dormitório, tinha 8 cabines e duas beliches em cada uma, sendo um total de 16 leitos.

Esta foto é de autor desconhecido, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior por Alexandre Almeida.
Local: Estação Ferroviária de Barra Mansa - RJ
Data: Não informada

Descrição:
Trem de passageiros da RFFSA - Barra Mansa - RJ a Lavras - MG, com carros de aço carbono e locomotiva a diesel G12 da RFFSA.

sábado, 7 de fevereiro de 2009


Esta foto é de autoria de Eliezer Magliano, editada no site: http://www.railbuss.com.br
Link da foto: http://www.railbuss.com.br/trens/galeria/displayimage.php?album=22&pos=8
Local da foto: Barra do Piraí - RJ
Data: 23 de março de 2005

Descrição:
Carro de aço carbono para passageiros - 1ª classe RFFSA, fabricado pela Companhia Industrial Santa Matilde, de Três Rios - RJ e comprado pela RFFSA

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Esta foto é de autoria de Fernando da Silva Rodrigues, enviada a Hélio dos Santos Pessoa Júnior, por Marcelo Cítaro.
Local: Uberaba - MG
Data: Setembro de 2001

Descrição:
Locomotiva a diesel GE U-20-C da RFFSA. CURIOSIDADE: esta mesma locomotiva, em 1992, tracionou o "Trem do Sertão", que fazia a linha Belo Horizonte a Montes Claros, passando por Sete Lagoas. Foi a última viagem do "Trem do Sertão", nesta ocasião, em 1992, partindo de Sete Lagoas - MG, com destino à Belo Horizonte - MG, filmado pelo cinegrafista Jorge Concórdia, em seu vídeo denominado: "O Último Trem do Sertão"

Visitem o canal de Jorge Concordia no YouTube e acessem seu vídeo pelo link:
http://www.youtube.com/watch?v=FwYnie2MmIw&feature=channel_page

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Esta foto é de autoria de José Emílio de Castro Horta Buzelin
Site: http://www.railbuss.com.br
Estação Trens: RFFSA

Descrição:
Carro Administração AD-2006-DE - Madeira - RFFSA - SR2
Esta foto é de autoria de José Emílio de Castro Horta Buzelin

Site: http://www.railbuss.com.br

Estação Trens : RFFSA

Descrição:
Carro Dormitório-cabine RFFSA aço carbono da American Car and Foundry - ACF
Linha Cruzeiro do Sul

domingo, 25 de janeiro de 2009

Esta foto é de autoria de Ricardo Ramos, do site: Estação e depósito da Luz
Link: ferrovias.sp.googlepages.com/luz
Local: Estação Ferroviária da Luz _ São Paulo - SP
Data: 1996 aproximadamente

Descrição:
Locomotiva a diesel GE U-20-C da RFFSA nas cores cinza e amarelo claro, com tração nos 3 eixos de cada truck.
Esta foto é de autoria de Ricardo Ramos, do site: Estação e depósito da Luz
Link: ferrovias.sp.googlepages.com/luz
Local: Estação Ferroviária da Luz _ São Paulo - SP
Data: Não especificada

Descrição:
Locomotiva diesel GE U-13-B da RFFSA com os carros Budd Mafersa

domingo, 18 de janeiro de 2009

Esta foto é de autoria de Elcio Gayer, editada no site: picasaweb.google.com/.../D9Rzr8hTeq98ROA5n6yv9A
Local da foto: Oficina ferroviária da RFFSA em Curitiba
Data: 1997

Descrição:
Locomotiva diesel B12 da RFFSA
Esta foto é de autoria de E. D. MOTIS, editada no blog do Ramirez: http://marxismo.wordpress.com/2007/05/29/o-pac-liquida-a-rede-ferroviaria-federal/
Link da Foto:
http://marxismo.files.wordpress.com/2007/05/rffsa3920.jpg
Local: Não especificado
Data: Não especificada

Descrição:
Locomotiva diesel GE U-23-C da RFFSA, trucks de 3 eixos e peças de U-20-C

sábado, 17 de janeiro de 2009

Esta foto é de autoria de Alfredo Rodrigues, editada no site: http://www.railbuss.com.br
Link da foto: http://www.railbuss.com.br/trens/galeria/thumbnails.php?album=21&page=2
Local: Pelotas - RS
Data: 1998

Descrição:
Locomotiva diesel G12 da RFFSA - SR6 _ Superintendência Regional Porto Alegre